Sobre brinquedos quebrados e amores perdidos…

Sobre brinquedos quebrados e amores perdidos…

 

“O anel que tu me deste era vidro e se quebrou. O amor que tu me tinhas era pouco e se acabou”  
Quem disse que nessa vida tudo passa, sabia muito bem o que dizia. Lembra quando a gente era criança e passava o ano todo desejando um brinquedo caro, chegava o natal, ganhava o brinquedo e dois dias depois ele já estava jogado num canto qualquer? Passar tempo demais idealizando algo ou alguém pode ser muito perigoso, nem sempre aquilo que você quer agora vai durar daqui pra frente, vai ser o que você vai querer daqui algum tempo. E o tempo passa, a gente muda, e aquilo que um dia era tão certo como ar que respiramos de repente passa a não fazer nenhum sentido. O brinquedo caro quebra, o amor acaba, as vontades mudam, afinal vontade dá e passa né. Tem brinquedo que você nem quer mais, tem amor que nunca existiu. Nem todos os brinquedos tem conserto, nem todas as relações podem ser salvas.       

Read more

Anúncios
Diário da Julieta – Vamos brincar de ser feliz?

Diário da Julieta – Vamos brincar de ser feliz?

foto: http://freeeeeefalllingg.tumblr.com/post/119759176851




Nos encontramos em comemoração, um enorme festejo por mais um passo na causa do amor; uma enorme festa de celebração, onde, como em toda festa, há os estraga prazeres, seguindo uma linha de invalidar o sentimento alheio, vem com o nariz empinado, peito estufado, jurando que a razão o cerca por todos os lados, dono da única verdade do mundo, capaz até de te criticar, sem preocupações se vai te acrescentar ou machucar em algo: os fiscais de sentimentos. Com toda a sua potencialidade, vêm trazendo as novas: é proibido ser feliz. É proibido fazer o que te diz respeito, é um absurdo você estar comemorando o grande passo bem sucedido da sua luta. Ora, se ele não pode ser feliz, por que outro alguém vai poder? Meu caro, só um toque, a felicidade alheia só dói na gente quando não somos felizes o suficiente. Quem é autossuficiente não tem tempo pra fiscalizar a vida alheia, preencha-se, ocupe-se, vá ser feliz. 

Quem precisa desse amor?

Quem precisa desse amor?

              https://www.youtube.com/watch?v=Oc2ByRFHzE0

“Cuidado com o que desejas”. Ecoa na minha cabeça como um grito desesperado de alguém tentando avisar, entenda que passos dados nessa caminhada não podem voltar atrás. Parece-me realmente feio, mesquinho, talvez até infantil dizer uma coisa dessas, mas desde o começo fomos um erro, um erro que insistimos em cometer. Algumas pessoas não foram feitas para caminhar juntas. Não me arrependo de ter errado, errei desejando com todas as minhas forças ter acertado.
Hoje sonhei com você, acordei com aquela angústia, aquela maldita angústia que dá cada vez que você passa por mim como um vulto desconhecido, que olho nos seus olhos e só enxergo um imenso vazio. “Cuidado com o que desejas”, desejei nunca mais precisar juntar os cacarecos que você deixava pra trás quando fazia as malas e ia embora, me esqueci de desejar não precisar juntar os pedaços do meu coração depois que você parou de espalhar as coisas pela casa. 

Read more

Um outro ser

Um outro ser



“Você vai ter que me aceitar assim” – minha cabeça gritava, mas eu não conseguia falar, enquanto o via partir. “Deixa ele ir, você é livre, pra quê se prender? Somos um pássaro, não se lembra? Nos fizemos planos e promessas muito mais importantes do que tuas juras de amor por outro ser. Foi apenas mais um romance que vai te servir de inspiração.”